Ratchet 3

Ratchet & Clank: Uma Dimensão à Parte – Análise

svg%3E
Release Date
11 Junho, 2021
Estúdio
Insomniac Games
Género
Plataformas
Plataformas
PS5

Com Ratchet & Clank: Uma Dimensão à Parte entrámos numa nova dimensão no mundo dos videojogos, tendo sido estabelecido um novo marco de qualidade que servirá como referência para futuros títulos. O novo título de Ratchet & Clank faz tudo bem, quer a nível visual e na sua jogabilidade, quer ao nível da história, oferecendo-nos uma narrativa divertida mas em simultâneo tendo um tom mais sério em determinados momentos.

História

A saga de Ratchet & Clank começou na já velhinha Playstation 2 e sofreu um remake para a Playstation 4 ( tendo tido posteriormente atualização para a Playstation 5). Apesar de terem sidos lançados bastantes títulos depois do original de 2002, Ratchet & Clank: Uma Dimensão à Parte situa-se a seguir ao lançamento do primeiro jogo.

Começamos na pele de Ratchet, alguns anos depois de derrotarem Dr Nefarious, numa homenagem aos heróis galácticos dos quais Ratchet é o MVG (most valuable galactic).

svg%3E

No decorrer da cerimónia, Clank decide surpreender Ratchet com um Dimensionator que permite exploração de outros universos com o intuito de Ratchet procurar outros Lombax (a espécie de Ratchet) que se encontram extintos. E que surpresa que foi!

Dr Nefarious não perdeu a oportunidade, e tentou apoderar-se do Dimensionator e no meio de alguma confusão (tiros para aqui e para ali) foram abertos vários portais para outras dimensões.

Uma nova dimensão

Nesta nova dimensão existe outro Lombax de seu nome Rivet. Trata-se de uma nova personagem feminina e que é a representação de Ratchet nesta universo.

svg%3E

Rivet rapidamente torna-se no centro das atenções. Atormentada por um evento traumático que a fez ficar com um braço robótico, Rivet vive com a luta constante de ver a sua galáxia dominada por Dr Nefarious.

Estes eventos, aliados ao facto de não ter um companheiro fiel ao seu lado, leva a que – embora seja a representação de Ratchet nesta nova galáxia – tenha personalidade e feitio diferentes de Ratchet.

No entanto Rivet não combate as tropas de Dr Nefarious sozinha. Existe uma célula de resistência que tenta sobreviver à tirania imposta. Nessa resistência encontramos algumas personagens bastante conhecidas do mundo de Ratchet, mas com aspetos e comportamentos ligeiramente diferentes.

svg%3E

Jogabilidade

Relativamente ao Remake de original Ratchet and Clank para a PS4 várias novidades foram introduzidas. Embora a mecânica de jogabilidade seja semelhante, neste novo título o caos é maior e a necessidade de estar sempre movimento é uma constante. Para ajudar foi introduzido o Phantom Dash que nos permite deslizar por entre fogo inimigo.

Além disso contamos ainda com a Battle Arena que nos lança vários desafios para derrotar inimigos usando uma arma específica, ou sobreviver durante várias waves. Contamos ainda com portais (pocket dimensions) onde temos desafiantes níveis onde temos de testar a nossa agilidade e destreza para chegar ao destino e receber a respetiva recompensa.

Mas as aventuras de Ratchet & Rivet não se resumem a combate. No decorrer do jogo também jogamos com Clank numa abordagem bastante diferente, onde é necessário resolver puzzles para fechar determinados portais.

svg%3E

Esta lógica assemelhase aos antigos Lemmings, onde neste caso Clanks Virtuais correm sempre em frente, e são necessárias instruções para os orientar para o destino correto.

Outro personagem adorável com que iremos jogar é Glitch. Também introduzido bastante cedo no jogo, Glitch é um pequeno software num formato de aranha mecânica que tenta combater um vírus informático, para desbloquearmos determinados terminais.

svg%3E

Armas

Como nos títulos anteriores, as armas são um dos maiores destaques do jogo. Em Ratchet and Clank: Uma Dimensão à Parte foram removidas algumas armas, como a hilariante Groovitron que fazia com que os nossos inimigos começassem a dançar ao som de uma bola de espelhos, tendo sido acrescentadas outras armas igualmente divertidas como a Ricochet onde um objeto está constantemente a atingir um inimigo enquanto carregamos no R2 ou a Topiary Sprinkler que transforma os nossos inimigos momentaneamente em plantas.

Não podíamos deixar de destacar obviamente a Ryno 8 que abre portais para o PlaystationVerse, e que é uma das armas mais poderosas do jogo.

Como nos títulos anteriores vamos comprando as armas com Bolts que vamos apanhando no decorrer do jogo, seja a destruir inimigos ou objetos. Além disso podemos evoluir as armas através de uma árvore de atributos para cada arma que vamos melhorando com o Raritarium que vamos igualmente apanhando ao longo do jogo e que se assemelham a uns cristais azuis.

Gráficos

Os gráficos de Ratchet & Clank: Uma Dimensão à Parte estão incríveis, sendo dos mais impressionantes (se não forem o mais impressionante) à data. Contam com uma qualidade e detalhe incríveis, onde os cenários estão cheios de vivacidade. Parece existir vida em todos os pixéis.

svg%3E

Existem três modos que podemos optar para jogar:

  • Performance – Maior preocupação na performance dos 60fps
  • Performance RT – Semelhante ao modo Performance, mas mantendo o Ray Tracing e indo até 1440p de resolução
  • Fidelity – Maior qualidade de texturas e resolução (4K) com performance de 30fps
svg%3E

Funcionalidades especiais na PS5

Como seria de esperar, o novo Ratchet and Clank faz uso das excelentes capacidades que a PS5 oferece.

Apesar de estarmos a falar de dimensões diferentes quando entramos num portal, não existe qualquer loading, e tudo é feito instantaneamente sem qualquer impacto quer na performance gráfica ou jogabilidade. Tal deve-se ao uso do novo hardware da Playstation 5, e do SSD que faz com que não existam sequer ecrãs de loading .

Ratchet and Clank faz excelente uso do Dualsense, usando o feedback háptico e dos botões adaptativos que permitem uma maior imersão na jogabilidade.

Outros dos destaques é a perfeita utilização das hints (opção apenas disponível para subscritores PS Plus) que nos ajuda a completar alguns puzzles mais complicados ou ajudar-nos a obter os colectáveis em falta.

Além disso, e como a Insomniac nos vem habituando, o modo photo oferece-nos um leque variado de opções e filtros.

Longevidade

Demoramos cerca de 15 horas a conseguir completar todas as missões principais e secundárias, tendo ficado em falta obter todos os colectáveis, onde estão incluídos os Spybots necessários para obter a fantástisca Ryno 8.

Terminado o jogo é-nos dada a opção de new game + e um novo modo: Challenge mode que nos permite não só revisitar o jogo com tudo o que tínhamos quando terminamos, como ainda permite adquirir armas adicionais que não estão disponíveis inicialmente.

Apesar da duração do jogo ser relativamente curta, a vontade de regressar ao mundo de Ratchet & Rivet é grande, querendo experimentar as novas armas num modo mais desafiante.

Portal interdimensional Lisboa – Milão

Para celebrar o lançamento de Ratchet & Clank: Uma Dimensão à Parte foi criado um portal interdimensional que liga as cidades de Lisboa e Milão.

Para quem ainda não teve oportunidade, tem aqui uma excelente oportunidade para visitar Milão que se encontra à distância de um salto.

Conclusão

Ratchet & Clank: Uma Dimensão à Parte é mais um excelente exclusivo e que todos os detentores de uma PS5 deveriam experienciar. Este novo título eleva a fasquia, não só da saga de Ratchet & Clank, mas também na história dos videojogos, sendo um jogo verdadeiramente nextgen, e que futuros jogos se deviam basear e inspirar.

svg%3E
Ratchet & Clank: Uma Dimensão à Parte
Positivo
Gráficos
Jogabilidade
História
As novas personagens
A melhorar
Campanha relativamente curta
9